quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Ao Fundo Mas Bem a Frente.





O momento é de tranquilidade.
A música está flertando geral.
No quintal o verde impera.
As luzes se mesclam.
Deixam as visões distoantes.
Fazem perceber muitos tons.
O gramado está perfeito.
Foi feito para visualizar.
Nada a ver com futebol.
Muito menos outros esportes.
O jardim está perfeito.
Envolve pessoas queridas.
Consome momentos felizes.
Um guarda sol e mesas.
Churrasqueira e apetrechos.
Mesas e cadeiras, copos e isopor.
O freezer se mostra incompetente.
Estamos em um canto discreto.
A luminária está ao fundo.
Próxima ao muro e luminescente.
Longe das pessoas, perto da visão.
Sua luz é única e traz lusco fusco.
Ela está lá ornamentando.
Enriquecendo e marcando sua presença.
Nós estamos aqui usando sua força.
Mesmo estando lá as pessoas se cegam.
A percepção não é clara de sua existência.
Mas ela está lá.
E o registro do momento ficou dificultado.
Mas creio que com estas palavras verdadeiras,
as pessoas vejam a luminária e sua luz.
Vejam as pessoas e a sua cegueira aleatória.
Perdidos em outros movimentos e falas.
Alienados da existência daquela luz.
Ao fundo mas bem a frente.

Quente.
Aparente.
Displiscente.
Envolvente.

Mas lá onde se encontra, muito carente.






Pintura by Sena - Título "Flautista"
Foto extraída da Internet - Autoria Desconhecida

Um comentário:

  1. Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.

    Autor Miguel Unamuno
    Bjs com carinho

    ResponderExcluir

Eu já me expressei, e vc??? O que está esperando???